sábado, 28 de maio de 2011

Que tal um bolinho?





Que eu soubesse, o nome destes bolinhos era bebezinho; agora ficaram mais chiques e se chamam cupcake.

Seja o nome que for, são paixão dos meus filhotes, e eu sempre prefiro bolos caseiros aos industrializados.

Ah, mas eles dão muito trabalho, são muitos ingredientes...

Não se vc fizer ao modo Adriana (afinal, criança não gosta de coisa muito elaborada, não é?)

Bata na batedeira até ficar branco 4 ovos inteiros com duas xicaras de açucar e um pouco de baunilha (eu ponho uma colher de café ou mais, dependendo da marca).
Ponha para esquentar uma xícara de leite (não muito cheia).
Em uma tigela peneire duas xícaras de farinha com uma colher de sopa de fermento.

Desligue a batedeira; pegue seu fouet e vá misturando o leite e a farinha, só mexendo. 

Depois de misturado, coloque nas forminhas. Eu coloco forminhas de papel da Mago dentro das formas de muffins e coloco para assar. Se vc não tem de muffins, use de empada grande com as formas de papel dentro. No meu forno leva 30-35 minutos.

Assadinhos, deixe esfriar um pouco. Cubra com Amélia ou outro creme bate chantilly, jogue o que vc tiver em casa e pronto.

Com as crianças, resultado garantido.

Bjs

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Dia Nacional da Adoção




Hoje, 25 de Maio, é Dia Nacional da Adoção.

Muito se fala em adoção, mas vc sabe de verdade o que é adotar?

Adotar é um instituto jurídico pelo qual torna-se seu fiho legítimo alguém que não nasceu de vc biologicamente.

Trocando em miúdos, é um processo judicial (ou seja, obrigatoriamente passa pelo Fórum) no qual cancela-se a certidão de nascimento de uma pessoa e faz-se uma nova, conferindo a qualidade de filho de uma outra pessoa.

A adoção é irrevogável; uma vez findo o processo não há volta; não há possibilidade de arrependimento.

Existem hoje textos muitos legais sobre a adoção, escolhi este por ter várias informações e ser de rápida leitura: 

"No dia 25 de maio é comemorado o dia da adoção, criado em 1996 no I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção.

A adoção é uma realidade social que se concretiza através de ato jurídico, que “cria entre duas pessoas vínculo de parentesco semelhante à paternidade e filiação”.

Muitas pessoas que não puderam ter filhos encontram filhos que não possuem pais, que foram abandonados e recolhidos por orfanatos e outras instituições. Mas existem outros casos, como de pessoas que querem ajudar, cumprir seu papel social diante de uma sociedade injusta, que não oferece as mesmas oportunidades de vida para todos.

O processo de adoção não é fácil. As pessoas interessadas nas crianças ou adolescentes devem apresentar uma documentação sobre suas condições de vida, para garantir que a pessoa adotada terá conforto e segurança, que irá ser bem tratada e receberá dos pais adotivos amor, carinho e atenção.

Porém, existem vários mitos sobre a adoção, que muitas vezes prejudicam que pessoas se interessem em criar e educar uma criança ou jovem que não tenha laços consanguíneos.

- Dizer que toda criança adotada é problema é um erro. A criança aprende aquilo que vivencia e quanto mais nova for adotada, mais terá chances de se adaptar ao modelo familiar em que vive.

- Tentar esconder da criança que a mesma é adotada também é um erro, pois é melhor manter uma relação aberta e livre de qualquer tipo de preconceito.

- Crianças com cor de pele diferente da família não são discriminadas ou recebem tratamento diferente de outras pessoas da família. Isso pode ocorrer nos meios sociais em que a família frequenta.

- Filhos adotivos não têm dificuldade em amar seus pais (adotivos), pelo contrário, revelam-se atenciosos e carinhosos com os mesmos, mas isso depende da forma como são tratados.

- Os filhos adotivos não ficam lembrando-se de sua família de origem. Pelo contrário do que se imagina, se as relações familiares não eram boas, se houve abandono, o vínculo afetivo não foi construído de forma positiva, portanto não provoca boas lembranças.

Hoje em dia temos visto uma série de artistas famosos mantendo a atitude de adotar crianças, tentando cumprir seu papel social, numa demonstração de afeto e de entrega às crianças carentes. A grande revelação é o casal Brad Pitt e Angelina Jolie que já está no terceiro filho adotivo, mesmo podendo ter seus filhos consanguíneos, que também somam três. A cantora Madonna também é um exemplo disso, nos últimos anos também manteve a atitude de adotar, mesmo tendo tido dois filhos próprios.

Com a constituição de 1988, ficou determinado que “os filhos adotivos terão os mesmos direitos e qualificações, proibidas quaisquer designação de discriminação relativa à filiação”, ou seja, filhos adotivos e consanguíneos terão os mesmos direitos.

Para inserir a criança ou adolescente em família substituta é necessário passar por algumas etapas: a guarda, onde coloca-se o sujeito a ser adotado na família, onde os pais devem ter a responsabilidade de prestar assistência material, moral e educacional; a tutela, feita através das entidades públicas, a fim de proteger a criança ou jovem, cuidando de seus interesses, acompanhando todos os atos da família com o mesmo e vice-versa; a adoção, formalizada em ato jurídico, onde forma-se um vínculo fictício de filiação, que mais tarde deverá tornar-se verdadeiro.

Num pequeno trecho do livro “Você não está só”, de George Dolan, o amor que nasce entre a família e o adotado fica bem caracterizado, na fala de crianças que conversam sobre adoção, após terem visto numa fotografia, um menino com os cabelos de cor diferente. Uma delas diz que a criança diferente pode ter sido adotada e, quando questionada por outra sobre o que é isso, responde: “- quer dizer que você cresce no coração da mãe, em vez de crescer na barriga.”

Assim, podemos dizer que a adoção é um ato de entrega e de amor!"

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

domingo, 22 de maio de 2011

Organizando a vida: Parte I

Olá...

Estou em momento "vamos organizar tudo"...

Sabe quando dá aquele faniquito de organizar armários, fazer limpeza em papéis, separar as coisas que não estão terminadas...

Estou nesta fase.

Já joguei fora caixas de papéis (nem eu sabia que tinha tanto). O pior é que demorei um tempão para rasgar tudo e fiquei me perguntando pra que guardar se eu nunca vou achar se precisar... enfim, coisas de maluco.

Tb aproveitei pra terminar peças de pintura e de tricô.

Tb tirei um tempinho pra organizar as fotos dos trabalhos.

Terminei presentes que já deviam estar nas casas das pessoas à tempos, encaminhei outros tantos; tem muitos ainda esperando para ir..

Estes são trabalhos bailarinas; nem me lembrava que já tinha feito tantas...

Este foi um conjunto para banheiro; porta lenços de papel e bandeja para potes





Também duas opções para caixas grandes..




Quer agradar? Vá de bailarinhas, rosa, pink e lilás! Não tem erro,rsrsr

domingo, 15 de maio de 2011

Coisinhas de costura!

E finalmente chegou...
  Não é uma gracinha???? Eu tenho máquina de costura, mas como não tenho atelier ela fica guardada, e não é fácil "montar o circo"... essa eu achei muito fofa, é pequena e delicada.. e quem sabe agora eu faço o par desta almofada, 


Muito fofa que foi meu  único até o momento  primeiro trabalho em patch, em uma aula com a super Rosana ... quem sabe agora eu animo e encho a casa de projetos fofos?

Bjs

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Feliz Dia das Mães!

Fim de semana na correria, já fui à uma festinha de dia das mães, amanhã mais uma; a importância destas festas só entende quem tem filho...

Os presentes dos meus vieram hoje, são bandejas para café na cama "mas tb pode por o note, mãe"! feito por eles, com técnicas diferentes. Na escola estão estudando Romero Brito e os trabalhos tiveram inspiração nele

Este é o do menor, feito com mosaico
  E o do maior, com pintura.
E com os trabalhos dos meus pimpolhos, orgulho da mamãe, desejo a todas as mamães um dia muito especial...

Bjs

Adriana

Ah.. tem também este texto que recebi  e achei legal..


Definição de Mãe
Mãe não entende se você não come tudo que está no prato.
Mãe não aceita desculpas do tipo 'Se os outros podem, por que eu não posso?'. Mãe responde: 'Os outros não são meus filhos'.
*****
Mãe adora ouvir o barulho da fechadura quando o filho chega.
Mãe tem cheiro de banho, tem cheiro de bolo, tem cheiro de casa limpa.
*****  
Mãe fica assustada quando vê o caso daquela modelo que morreu de anorexia:
'Eu já falei  pra você comer tudo!'
Mãe fica assustada quando lê notícia de assalto.
Mãe fica assustada quando lê notícia de  acidente.
Mãe fica assustada quando lê notícia de briga.
Mãe fica assustada quando lê notícia.
Mãe fica assustada.
*****
Mãe não está nem aí para o que os outros pensam.
Mãe foge com o filho  para o Egito, montada num burrico.
Mãe tem sonho.
Mãe tem pressentimento.
Mãe tem sexto sentido e sétimo, oitavo, nono, décimo.
Mãe não faz sentido (para quem não é mãe).
*****
Mãe chora ao pé da cruz.
Mãe chora em rebelião.
Mãe chora se o filho é messias ou bandido..
Mãe acredita.
Mãe não pode ser testemunha no tribunal.
Mãe é café com leite.
Café com leite, pão com manteiga, biscoito, bolacha de água e sal, banana cozida.
E ainda faz você levar um pedaço de bolo pra casa.
*****
Mãe só tem uma, mas é tudo igual.
Mãe espera o telefone tocar.
Mãe espera a campainha tocar.
Mãe espera  o resultado do vestibular.
Mãe espera o carteiro.
Mãe moderna espera e-mail.
Mas espera.
Mãe sempre espera.
*****
Mãe ama. Ama incondicionalmente!
Assim, verbo intransitivo, como queria Mário de Andrade.
Porque, se é mãe, já se sabe o que ela ama.
A culpa é da mãe, dizem os freudianos superficiais.
Os verdadeiros freudianos sabem que, sem mãe, nada feito.
*****
Uma amiga costuma dizer: 'Pai é palhaço, mãe é de aço'.
A frase é interessante, porque o aço é uma liga de ferro e carbono.
Ferro é o símbolo da força; carbono é o elemento presente em todos os organismos vivos.
A mãe constitui a liga entre a fragilidade e a força do indivíduo.
Não há algo mais vulnerável e mais sólido  que a maternidade.
Mãe é de aço.
*****
A esta altura, você deve estar perguntando:
'Mas por que esse cara está falando tanto de mãe?'
A verdade é que eu não sei.
Talvez seja porque a palavra mãe não tenha equivalente.
Já notaram? Mãe só rima com mãe.

( sem autoria conhecida )


quarta-feira, 4 de maio de 2011

Ajudando o Universo...

Sabem aquele papo de que "quando vc faz algo o universo conspira a seu favor"? Ou que "Deus ajuda quem se ajuda" ou todos os que tais????

Então... parece que eu pedi e Ele está me atendendo, está mexendo Seus pauzinhos para me empurrar rumo à uma nova etapa... mas eu, ansiosa que sou, sofro pela antecipação de ter que mexer em minhas coisas; sofro pela perspectiva de ter de abrir mão de lembranças físicas; sofro por ter que mexer na minha rotinha e sair de minha mesmice, ainda que ela esteja me deixando descontente... enfim, sofro pq quer sair mas ao mesmo tempo não quero...

Mudar de um lugar para outro significa ter que mexer em tudo o que vc juntou ao longo de toda uma vida... e olha que eu estou longe dos acumuladores, mas mesmo assim sou cacarequeira... enfim, melhor botar na cabeça que se é para sofrer que seja escolhendo nova decoração... e como sempre, mil perdões, eu vejo fotos que gosto e salvo sem registrar de onde, a grande maioria vem daqui e daqui;



Estas duas opções são ótimas para quarto de criança, e nem exigem tanta marcenaria assim...


 A colcha já tenho uma parecida.. e os detalhes dá para arranjar... o difícil é arranjar vontade de mudar tudo, rsrsr

bjs